Taxa de sobrevivência para pacientes com câncer cresceu nas últimas décadas

 

Foi divulgado recentemente um relatório elaborado pelo Instituto Nacional do Câncer, nos Estados Unidos, que trouxe esperança para os pacientes com câncer. Segundo o relatório, a taxa de sobrevivência dos pacientes que tiveram o diagnóstico há cinco ou mais anos de um tumor maligno, aumentou significativamente. Isso foi observado na comparação das últimas décadas, no entanto, ainda existem alguns tipos que são exceções: o câncer de colo e de corpo de útero.

A comparação dos cientistas levou em conta os pacientes que tiveram o tumor entre os anos de 1975 e 1977, e pacientes que receberam o diagnóstico entre 2006 e 2012. Foi com essa observação que os cientistas identificaram que a taxa de sobrevivência de pacientes com diagnóstico de tumor maligno aumentou. Entre os tumores malignos, o de próstata e o de rim foram os que tiveram maior aumento na taxa de sobrevivência, chegando a 25% de chance a mais em sobreviver aos dois tipos de câncer. Os tipos de câncer, mieloma, linfoma, e linfoma não-Hodgkin, também apresentaram um aumento na taxa de sobrevivência dos pacientes.

O médico Ahmedin Jemal, que também é responsável por elaborar o relatório, revelou: “Investigar essas tendências é uma forma de avaliar o progresso contra o câncer”. Segundo Jemal, os estudos sobre o assunto são extremamente importantes para avaliar como o câncer tem evoluído ao longo da história.

O relatório não especificou nenhum tipo de raça, a melhora aconteceu em todos os casos de câncer citados sem nenhuma distinção. No entanto, ainda foi observado que as mulheres negras tem mais risco de morrer, chegando a ser 40% a mais que as outras raças. O câncer de mama costuma ser muito parecido entre as mulheres, com exceção na taxa de sobrevivência que é maior em alguns casos e menor em outros. A médica Lynne Penberthy, que também é responsável pelo relatório, revelou: “Temos muito que estudar para entender as causas dessas discrepâncias, mas certamente as diferenças nos tipos e no momento dos tratamentos recomendados desempenham um papel”.

O relatório ainda informou que existem dois fatores cruciais que aumentam a taxa de morte de pacientes com câncer, o excesso de peso e o tabagismo. Que cigarro mata e causa câncer todo mundo sabe, a novidade é que a taxa de sobrevivência dos pacientes com câncer por causa do tabagismo diminuiu ao longo do tempo. O mesmo aconteceu com pacientes obesos, que teve a taxa de sobrevida diminuída nas últimas décadas. Atualmente a obesidade é um dos problemas mais graves encontrados na população mundial, isso porque a péssima alimentação é um fator para que o corpo fique doente. Uma boa alimentação com alimentos orgânicos e hábitos saudáveis, irá sempre contribuir para um corpo sadio. Doença nenhuma sobrevive em um corpo bem nutrido.

Alexandre Gama fala sobre as novas mídias no LIDE Santa Catarina

Os principais empresários do estado de Santa Catarina se uniram para participar da edição mais recente do LIDE Santa Catarina, que é um grupo que reúne os executivos de prestígio do estado. Nessa edição da reunião, Wilfredo Gomes, o presidente do LIDE, convocou Alexandre Gama, publicitário e CEO da Neogama, para comandar uma palestra sobre um tema muito importante, o impacto crescente das novas mídias na sociedade.

Durante a reunião, a temática “O poder das ideias e das novas mídias” foi utilizada para dar início a um debate muito discutido atualmente, sobre o grande alcance que as mídias digitais possuem e como elas estão conseguindo influenciar o comportamento dos indivíduos das grandes corporações no mercado.

Em seu discurso, o publicitário Alexandre Gama destacou que as empresas têm que saber identificar e se adequar a todas as alterações que ocorrem no comportamento das pessoas oriundas dessa nova era tecnológica que o mundo está vivendo. Para fazer isso, as corporações precisam entender a maneira como o mercado está se movimentando para, desse modo, ter a capacidade de lidar com essa nova demanda de forma inteligente, sem jamais esquecer a identidade e a reputação da empresa.

De acordo com o publicitário, isso consegue ser realizado quando existe um planejamento extenso com foco na criatividade, pois é importante que as ideias sejam sempre valorizadas.

Depois da palestra, Wilfredo Gomes, presidente do LIDE SC, aproveitou a ocasião para reafirmar sobre como é importante que exista essa troca de ideias e conhecimento que é promovida durante os encontros do grupo, destacando que a instituição se esforça constantemente para levar nomes importantes para as suas reuniões, citando o exemplo de Alexandre Gama.

Alexandre Gama é presidente e fundador da agência Neogama/BBH, criada em 1999, e vista nos dias de hoje como uma das agências de publicidade mais relevantes do país. Como resultado desse grande reconhecimento nacional e internacional, a agência foi a selecionada pelo meio de comunicação Meio e Mensagem como ganhadora do prêmio de Agência do Ano em 2002. Um ano depois, a Neogama venceu mais prêmios importantes, sendo eles dois Leões de Ouro na mesma premiação do Festival de Cannes, o que fez dela a primeira agência do Brasil a conquistar essa honra.

Após ter sido criada, em 1999, a Neogama foi reconhecida como a agência de publicidade que mais cresceu no país durante os seus três primeiros anos de atuação no mercado. Nesse rápido período de tempo, a empresa ultrapassou metas importantes e conseguiu se estabelecer de vez nessa ramo, que é considerado tão competitivo.

Ao longo de sua trajetória muito bem-sucedida, o publicitário Alexandre Gama já conquistou mais de 20 leões no Festival de Cannes, além de ter sido convidado para fazer parte da equipe de jurados no evento em três ocasiões. Ainda em seu amplo currículo, o publicitário é um dos integrantes do Comitê Global Creative Board da Holding Publicis Groupe, do qual fazem parte apenas os líderes de seis agências de propaganda com um alto nível de prestígio pelo mundo.

Conheça os benefícios da comida mexicana, muito saborosa e cheia de nutrientes

Resultado de imagem para comida mexicana tipica

 

Com uma culinária exótica, saborosa e saudável, o México ganha cada vez mais espaço nos demais países, inclusive no Brasil.

As opções de restaurantes são diversas, com belas decorações e receitas muito atrativas, carregadas de pimenta, que é sem dúvida uma das grandes responsáveis por fazer dessa culinária tão exótica.

Além de melhorar o humor, a pimenta é afrodisíaca, ajuda a emagrecer, evita o envelhecimento precoce, acelera o metabolismo, auxilia na digestão, previne doenças crônicas e controla a saúde cardíaca.

Quem fala que não gosta de pimenta é porque ainda não encontrou aquela que melhor agrada o paladar. As opções são diversas e uma pode ser bem diferente da outra.

Mas ela não é o único condimento da culinária mexicana. O coentro é bastante presente e também possui um sabor marcante. Esse tempero ajuda a emagrecer, controla as taxas de glicose, diminui a pressão arterial, melhora a digestão, é rico em vitamina C, atua como antibacteriano e antifúngico e auxilia na saúde do coração.

Com tantos condimentos exóticos, a comida mexicana tem pratos muito famosos e consumidos no Brasil. Nacho, guacamole, quesadilla, burrito e tortilla estão entre os preferidos e além de muito saborosos, possuem ingredientes nutritivos e são muito fáceis de preparar.

Para saber mais sobre os benefícios dos pratos mexicanos, confira a lista a seguir!

1 – Guacamole

O guacamole acompanha diversas receitas mexicanas como nacho, taco, quesadilla, fajita e burrito.

O abacate é o ingrediente mais presente nesse prato e possui muitos benefícios como redução de taxa de colesterol e da pressão sanguínea. Com ação antioxidante e anti-inflamatória, o abacate regula o intestino, auxilia na desintoxicação do fígado e na formação de ossos e dentes, evita a fadiga mental, dá energia, previne o câncer, reduz o estresse e inibe o apetite.

2 – Tortilla

Feitas de milho, as tortillas mexicanas são ricas em cálcio e por isso ajudam a fortalecer ossos e dentes. Elas também possuem outros minerais como ferro, magnésio, fósforo e potássio, além de fibras, que ajudam na digestão e no bom funcionamento do intestino.

Com vitaminas A e B, as tortillas são uma rica fonte de energia, têm pouquíssima gordura e zero de colesterol.

3 – Burrito

Os burritos mexicanos podem ser feitos com uma grande variedade de recheios, mas os mais comuns são carne ou frango, feijão, verduras e especiarias.

Ricos em vitaminas A e C, os burritos têm cálcio, que fortalece ossos e dentes, além de ferro, que ajuda no oxigênio do sangue evitando a anemia, e sódio, que mantém acidez e alcalinidade, facilitando o transporte de nutrientes dentro das células.

Com tantos benefícios e com um sabor exótico e intenso, a culinária mexicana é sem dúvida uma das mais saborosas e saudáveis que existem!

Segundo OMS, mais de 4% da população mundial sofre de depressão

Resultado de imagem para depressão
Depressão foi o tema escolhido para orientar a população no Dia Mundial da Saúde

Diante da elevação no número de casos espalhados pelo mundo e considerando a gravidade a que pode chegar a doença, a Organização Mundial da Saúde (OMS) no Dia Mundial da Saúde, 07 de abril, achou por bem escolher como tema a depressão, uma vez que a saúde mental é tão importante quanto a saúde física e deve ser acompanhada como qualquer por especialistas.

Qualquer pessoa pode ser afetada pelo transtorno, independente do sexo, idade, classe social ou estilos de vida. A depressão pode ser tratada, e conversar sobre o assunto é o primeiro passo a ser dado. Conhecer a doença pode influenciar na busca por ajuda profissional, confirma a OMS.

A entidade fez questão de enfatizar que depressão e oscilações habituais de humor ou respostas emocionais de curta duração são diferentes. A angústia causada pela doença é capaz de afetar a capacidade de realizar simples tarefas rotineiras, sendo considerada a principal razão de incapacidade laboral no mundo.

Segundo a OMS, a depressão não tratada é capaz de tornar-se um grave problema de saúde e como boa parte das doenças, quando diagnosticada em fase inicial, pode ser controlada evitando o agravamento e casos crônicos.

Dados apresentados pela Organização Mundial da Saúde

Atualmente, estima-se que 300 milhões de pessoas no mundo todo padeçam deste mal.

De acordo com informações fornecidas pela OMS, a depressão é capaz de desencadear pensamentos suicidas e levar à realização do ato, sendo a segunda principal causa de morte entre pessoas na faixa dos 15 a 29 anos. Anualmente cerca de 800 mil indivíduos vêm a óbito por suicídio.

A organização revelou que o maior índice de casos de depressão da América Latina é no Brasil, onde 5,8% de brasileiros (11,5 milhões) apresentam o transtorno. Em relação ao continente americano, o país perde somente para os Estados Unidos onde 5,9% dos estadunidenses (17,4 milhões) possuem depressão. Outros países com índice elevado da doença entre seus habitantes são a Ucrânia (6,3%), a Estônia (5,9%) e a Austrália (5.9%). Já os menores índices registrados estão na Guatemala (3,7%) e nas Ilhas Salomão (2,9%). Quanto à população mundial, há aproximadamente 4,4% de casos registrados, segundo a entidade.

 

Em alerta, a OMS informou que, não chega a metade o número de pessoas que procuram por assistência médica. Barreiras como estigma social, falta de profissionais qualificados ou escassez de recursos estão associadas à falha de acesso ao tratamento da depressão. Almejando respostas coordenadas e compreensivas para os transtornos mentais por parte dos países-membros, a OMS finalizou, “O fardo da depressão e de outras condições envolvendo a saúde mental está em ascensão em todo o mundo”.

 

Copa Star: Um Hospital do Futuro

Ocasionais passantes da rua Figueiredo Magalhães, em Copacabana, podem supor haver sido construído mais um hotel de luxo na zona sul do Rio – um equívoco justificável. O edifício em questão, de sete andares, fachada elegante, interior ricamente decorado e fragrante, que enverga o nome Copa Star, em nada se parece com um hospital convencional.

Inaugurado em outubro de 2016, o Copa Star foi planejado segundo o conceito de Hotelaria Hospitalar, que pretende proporcionar ao paciente e a seus familiares uma nova experiência de internação, abrandando de variadas formas, a sensação de estarem num ambiente hospitalar.

Para tanto, o hospital capacitou por dois meses sua equipe de 550 profissionais – que circulam por corredores próprios, ao invés de agitarem os saguões e áreas comuns com a costumeira urgência dos centros hospitalares – exclusivamente para esse fim, oferecendo-lhes treinamento comportamental em situações procedimentais simuladas. Além disso, os quartos de internação são automatizados e o paciente pode controlar a iluminação, climatização, inclinação da cama e até as cortinas através de um ipad, que também serve para que se comunique com o serviço de enfermagem, médicos, familiares e para ter acesso ao resultado de exames.

Ainda no intuito de propiciar ao paciente e cliente uma internação com cores e sabores de hospedagem, o Copa Star comporta em sua estrutura áreas de lazer e de acolhimento, entre outras, que exploram as possibilidades estéticas do paisagismo e uma cozinha gastronômica de cardápio requintado, ademais de espalhar em todo o seu ambiente cerca de 230 obras de arte.

Os CTIs (Centros de Terapia Intensiva) contam com telas digitais conectadas a câmeras que exibem em tempo real o movimento das ruas adjacentes ao prédio – numa delas se vê até a praia de Copacabana – tudo isso para estimular a recuperação do enfermo.

Um projeto da Rede D’Or São Luiz, o Copa Star onde foram investidos cerca de 400 milhões de reais para construir e mais 100 milhões para equipar com apetrechos de ponta, como o microscópio cirúrgico neurológico e a ressonância transição. São nove salas prestes a cirurgias de alta complexidade, três delas híbridas, nas quais exames podem ser realizados concomitantemente às operações.

Os 113 médicos das mais diversas especialidades, junto com o aparato tecnológico de última geração, que faz uso da robótica e da telemedicina, tornam o Copa Star em mais que um hospital confortável, de atmosfera luxuosa e acolhedora: seu enfoque são as cirurgias cardíacas e neurológicas.

Segmento que promete

A Rede D’Or São Luiz estuda alastrar o conceito pelo país. As capitais Brasília e São Paulo estão na lista de candidatas para sediar as próximas unidades.

Yakuta Toyota

Obras do renomado artista Uakuta Toyota, japonês de nascimento e naturalizado brasileiro em 1968, estão em exibição permanente no hospital. Dezenas de peças do acervo pessoal do cardiologista Jorge Moll, fundador da Rede D’Or São Luiz, encontram-se dispostas nos diversos ambientes do hospital. Uakuta Toyota recebeu vários prêmios no decorrer de sua larga e próspera carreira artística e suas obras figuram em espaços públicos japoneses, estadunidenses e brasileiros.

 

 

 

Conheça mais sobre a Síndrome de Burnout

Apesar de já ser conhecida pelos especialistas há várias anos, a Síndrome de Burnout começou a ser debatida com mais frequência no Brasil faz pouco tempo. Com as crescentes preocupações e pressões da atualidade relativas ao trabalho, esse mal tem atingido um número cada vez maior de pessoas, podendo afetar em maior ou menor intensidade, cerca 30% dos brasileiros segundo a International Stress Management Association (ISMA). No ranking geral da doença, o Brasil está atrás apenas do Japão, o que torna essa situação bastante preocupante.

Ainda sem um conceito completamente definitivo, essa síndrome tem como principais sintomas a exaustão emocional, física e mental do paciente, as quais estão ligadas ao estresse originado dentro do ambiente de trabalho. Alguns fatores que aumentam os riscos dessa condição são uma rotina de trabalho desgastante; um grau elevado de exigência constante; problemas no relacionamento com colegas, chefes e clientes, sensação de autossuficiência; sobrecarga e outros.

A quantidade de casos da Síndrome de Burnout aumentou tanto nos últimos anos que ela passou a constar na Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID – 10), sendo considerada assim uma  doença ocupacional.

Como muitas pessoas ainda não conhecem sobre essa síndrome, ela é muitas vezes confundida com estresse, mas a seguir estão as principais diferenças entre os dois quadros.

 Síndrome de Burnout

– Falta de engajamento

– Apatia no lado emocional

– Desesperança e desânimo

– Começa a partir de sintomas emocionais

– Desencadeia a depressão

 Estresse

– Engajamento em excesso

– Emoções aceleradas e desconexas

– Hiperatividade

– Os primeiros sintomas costumam ser físicos

– Pode desencadear transtornos de ansiedade

O fato desses sintomas iniciais poderem se confundidos com a depressão, tornam essencial que os indivíduos procurem um auxílio médico qualificado para descobrir se estão realmente com a Síndrome de Burnout. Além dos sintomas citados, outros também podem surgir caso a doença não seja tratada, como insônia, pressão alta, dores de cabeça, cansaço, alteração do ciclo menstrual entre as mulheres e várias outras.

O tratamento dessa síndrome geralmente consiste em acompanhamento psicológico e, em alguns casos, psiquiátrico. Mas em conjunto com ele, também é necessário fazer algumas alterações no estilo de vida.

Priorizar a qualidade de vida é um dos grandes segredos para se recuperar e reestabelecer o equilíbrio pessoal, de acordo com os especialistas. Para conseguir esse feito, é recomendado fazer uma reavaliação das condições de trabalho, não se sobrecarregar de tarefas, reservar um tempo para a prática de exercícios físicos, manter sempre uma alimentação saudável e rica em nutrientes, não fumar e consumir bebidas alcóolicas em excesso, separar um momento do dia para o lazer e controlar os níveis de estresse para conseguir melhorar a inteligência emocional.

 

 

Animais de estimação fazem bem a saúde do coração

Resultado de imagem para Pets

De acordo com a Associação Americana do Coração (AHA, na sigla original), as pessoas que possuem um animal de estimação, especialmente um cachorro, possuem uma probabilidade menor de terem um ataque cardíaco. Segundo o cardiologista Glenn Levin, autor desse estudo científico, no decorrer dos últimos anos foram descobertas várias questões que indicam essa ligação entre ter um bicho de estimação e um risco reduzido de desenvolver um acidente cardiovascular.

Em um desses estudos, realizado na Austrália, foram analisadas mais de 5.500 pessoas e nele, detectaram que aqueles que possuíam animais de estimação apresentaram níveis de pressão arterial e gordura no sangue bem mais baixos do que os indivíduos que não tinham animais em casa.

A razão para isso, de acordo com as pesquisas desenvolvidas sobre o tema e analisadas pela AHA, seria o fato de que os animais de estimação tornam os seus donos menos sedentários, por exemplo. As simples tarefas de brincar e passear com os animais já deixam as pessoas com 70% a mais de chance de alcançar a meta de exercícios diários de acordo com os médicos, que são de ao menos meia hora por dia, cinco vezes na semana.

Mas as vantagens de possuir um animal não se limitam apenas a esse incentivo em ter hábitos mais saudáveis. De acordo com os médicos, conviver com os bichos ajuda a  afastar a solidão,  diminui os níveis de tensão e aumenta a sensação de felicidade. Em cerca de apenas 20 minutos interagindo com o animal, seja um cachorro, gato, pássaro ou outros, uma grande quantidade de neurotransmissores e hormônios que provocam sensações de bem-estar e alegria invadem o corpo.

Entre esses hormônios estão a dopamina e a endorfina, que proporcionam a sensação de prazer e alegria, a ocitocina que é responsável pelo afeto e a feniletilamina, um importante antidepressivo natural produzido pelo organismo.

Para as crianças, esses benefícios podem ser ainda maiores. Ao contrário do que muitos pensam, que o convívio com os animais pode gerar quadros de alergia entre os pequenos, pesquisas recentes indicam que a companhia de cães e gatos podem proteger as crianças de desenvolverem alguns tipos de infecções. Isso acontece porque o contato com os animais faz com que o sistema imunológico se fortaleça mais rapidamente do que nas crianças que não possuem esse contato.

Contudo, vale ressaltar que apesar de todos os benefícios, ter um animal de estimação gera várias responsabilidade e é um compromisso que deve ser levado a sério. Além dos cuidados em relação a alimentação do bichinho, também é necessário levá-lo ao veterinário pelo menos duas vezes ao ano para a realização de uma checagem de rotina e para que sejam tomadas as vacinas e medidas anti-pulgas e contra vermes.

 

Hospital Copa Star: um ambiente moderno e aconchegante para o paciente

O hospital Copa Star apresenta um novo conceito de atendimento à de saúde, primando por um tratamento humanizado e moderno. Além de uma equipe médica formada por profissionais renomados, o hospital conta com vários colaboradores treinados para lidar com diferentes situações de urgência. Entre os serviços diferenciados, são oferecidos atendimento personalizado multidisciplinar e técnicas de alta complexidade nas áreas de neurocirurgia e cirurgia cardíaca.

Esta proposta inovadora foi implementada por meio de uma área de mais de 20 mil metros quadrados, com uma arquitetura específica para os critérios de qualidade do hospital Copa Star. Veja a seguir os dois tipos de ambientes que tornam este lugar moderno e, ao mesmo tempo, aconchegante para o paciente.

Salas tecnológicas: soluções modernas para diagnóstico e tratamento

As salas tecnológicas, situadas no subsolo, possuem tecnologia embarcada, isto é, equipamentos e dispositivos cujas instalações estão integradas à estrutura das salas. Para realizar exames e procedimentos cirúrgicos de alta complexidade, o hospital Copa Star possui diferentes tipos de salas tecnológicas:

  • centro cirúrgico inteligente
  • sala híbrida
  • de hemodinâmica
  • de neurocirurgia com ressonância magnética
  • de cirurgia robótica e telemedicina

Aliando tecnologia à saúde, o hospital visa obter diagnósticos precisos e fornecer tratamentos eficientes. Um aspecto de destaque corresponde ao fato de que as salas tecnológicas garantem segurança e agilidade aos pacientes, propiciando uma experiência mais humanizada.

A tecnologia não se restringe a exames e intervenções cirúrgicas. O prédio como um todo dispõe de aparelhos eletrônicos que permitem a comunicação entre médicos, pacientes e enfermeiros. Assim, o atendimento multidisciplinar é integral, a equipe acompanha o paciente durante toda a sua estadia.

Hotelaria: pensando no conforto e bem-estar dos pacientes

Os quartos e suítes privativas concentram-se nos andares superiores, nos quais há janelas no fim de cada corredor, que permitem a entrada de luz natural. Isto proporciona ao paciente uma clara noção do dia e da noite e evita o excesso de luzes artificiais, típico de ambientes hospitalares.

Os espaços foram projetados tendo como foco não apenas o conforto dos pacientes mas também de seus acompanhantes. Outra característica marcante da arquitetura do hospital Copa Star consiste na presença de quadros do artista Yutaka Toyota em diferentes locais, juntamente com um mobiliário contemporâneo e elegante.

No intuito de manter a tranquilidade dos pacientes, a construção tem um cuidado especial com o tratamento acústico, que reduz os ruídos da movimentada rua Figueiredo de Magalhães e diminui a propagação de sons entre espaços do prédio. Para tornar o ambiente ainda mais leve, existem corredores exclusivos para funcionários, deixando as vias principais livres para pacientes e seus familiares.

O toque final é o restaurante café, constituído por uma área ampla do subsolo e decorado com requinte. O ambiente e a culinária são preparados para fazer com que as pessoas esqueçam que estão em um hospital e que se sintam dentro um verdadeiro restaurante gourmet.

Desse modo, os ambientes dotados de conforto e tecnologia bem como uma equipe competente possibilitam ao hospital Copa Star prover um serviço de saúde de qualidade e, sobretudo, uma experiência agradável ao paciente.

 

Estudos indicam que o uso de anticoncepcionais pode evitar alguns tipos de câncer

Atualmente, várias pesquisas e estudos estão sendo feitos com o objetivo de descobrir com mais precisão quais são os efeitos colaterais provocados pelo uso contínuo dos anticoncepcionais. Em uma dessas pesquisas, desenvolvida por especialistas da Universidade de Aberdeen, na Inglaterra, com quase 50 mil mulheres, os pesquisadores chegaram a conclusão de que o uso da pílula não aumenta os riscos da mulher vir a desenvolver câncer e que, pelo contrário, pode ajudar a evitar alguns tipos da doença.

Há muito tempo se fala sobre quais seriam as chances do anticoncepcional provocar a doença devido a quantidade do hormônio estrogênio. No organismo das mulheres, esse hormônio é sintetizado pelos ovários, sendo o responsável pelo controle da ovulação e por preparar o corpo para a gravidez através de uma distribuição correta de gordura e do estímulo ao desenvolvimento do leite, entre outras questões.

Com o uso da pílula, que possui progesterona, o estrogênio passa a “enganar” o organismo para evitar a gravidez. Contudo, acredita-se que o estrogênio possa desencadear alguns tipos de câncer quando está em um nível acima do normal, e por isso existem dúvidas sobre a relação entre o uso de anticoncepcionais e o surgimento da doença.

Através da pesquisa feita pela Universidade de Aberdeen, os especialistas perceberam que as mulheres que tomavam pílula estavam menos propensas a desenvolverem  câncer nos ovários, endométrio e no intestino do que quem nunca fez uso desse método contraceptivo. Ao tomar o anticoncepcional por algum tempo, as mulheres teriam cerca de 19% a menos de chance de ter câncer no intestino, 33% a menos de chance de desenvolver câncer nos ovários e 34% a menos de probabilidade de ter câncer no endométrio.

Além disso, nessa pesquisa os especialistas também analisaram quais seriam os riscos de todos os tipos de câncer nas mulheres que fizeram uso de anticoncepcionais durante o período em que estavam em fase reprodutiva, e a conclusão foi de que o uso da pílula não aumentou as chances delas virem a desenvolver a doença anos mais tarde.

Uma das pesquisadoras responsáveis pelo estudo, Lisa Iversen, destacou que os resultados foram tranquilizadores e valeram a pena após os vários anos que a pesquisa demandou. Segundo ela, quem toma anticoncepcionais não aumenta as suas chances de ter câncer ao longo da vida e que, paralelamente, a proteção adquirida contra alguns tipos de câncer pode durar por cerca de 30 anos. Desse modo, foi comprovada uma forte evidência de que quem escolhe os contraceptivos orais não está colocando a sua saúde em risco.

Todavia, apesar desses resultados, é importante ressaltar que a pílula não deve ser vista como uma forma de prevenção contra o câncer porque ela ainda pode apresentar outros efeitos colaterais para algumas mulheres.

 

Cola substitui o uso dos pontos na maioria dos ferimentos

Se não todos, ao menos a maioria de nós já teve algum tipo de ferimento acidental que precisou ser costurado às pressas, os chamados “pontos”. Mas embora pareça ainda a muitos uma consequência inevitável, ou seja, a única possibilidade nesses casos, ela não é mais.

Acontece que já existe, e há quase uma década, a alternativa ideal para situações do tipo, tratando-se de uma cola capaz de “pregar” a pele e fechar os cortes, comumente conhecida como ‘cola cirúrgica para pele’.

Uma alternativa muito melhor aos pontos

Servindo com uma alternativa, essa acola acaba sendo mais agradável, não só pela questão estética de não serem necessários os pontos, mas também por ser consequentemente desnecessário o uso das agulhas e assim também indolor em sua aplicação.

Sua composição, talvez para a surpresa de muitos, não se difere muito da que compõe a supercola, a qual muitos conhecem pelo nome da marca mais difundida, Super Bonder. Sim, a cola humana tem como substância base o cianoacrilato. No entanto, são adicionadas certas substâncias a mais, nesse caso da cola cirúrgica, que é também estéril, para que o adesivo fique então mais maleável, não tornando-se endurecido ao secar na pele, como o ocorre com o seu equivalente comercial.

Sua aplicação se dá de forma bem prática mesmo, sendo necessário apenas unir os dois lados da pele, no sentido de fechar a ferida, e logo depois se passa a cola por cima, utilizando um pincelzinho que já vem na embalagem do produto. Após a aplicação, o efeito inicial surte após alguns minutos. E a cicatrização poderá variar de 5 a 10 dias, a depende do grau do ferimento e de cada organismo, tendo ainda como ponto positivo o fato de que sairá sozinha, não sendo necessário retirá-la.

Todavia, ainda que bem útil como substituta, esta cola não é servirá a todos os casos. É que quando se tem uma forte tensão, quando se chega a até mesmo à perde tecido, já não se consegue unir da mesma forma as duas bordas de pele para fechar a ferida. Em casos assim, volta a ser melhor opção o uso dos pontos com linha.

Apesar de alternativa, também pode ser um complemento

Mesmo que sirva em muitos casos como uma substituta, nem sempre é a cola será a mais indicada para um determinado caso, como já vimos. Fora essas duas possibilidades, há também uma terceira opção, que é a de mesclar o procedimento antigo com esse mais recente.

Nesse caso, pode ser feito primeiro a costura interna do ferimento com os pontos, por ser o corte muito fundo e também difícil de fechar, para por fim se passar a cola como um acabamento.

Vae lembrar ainda que a cola pode para muitos ainda soar como futilidade, posto que seu valor é de US$ 50 e o produto adquirido por esse valor é de uso único. E não deve deixar de ser pontuado a grande necessidade de limpeza e esterilidade durante o procedimento com a cola, vez que lacrará um local suscetível à proliferação de bactérias, ao criar uma película por cima da ferida.